quinta-feira, 25 de março de 2010

Escrevo-te


Escrevo-te:
mais uma carta de paixão.
Conto-te do desejo,
do incontornável calor
do teu corpo e do meu,
da saudade vincada de ti,
da cama, do suor, do orgasmo.

É: uma carta de paixão
(esta), a que te escrevo,
com palavras que escorrem
no envelope.

Vem hoje;
para que eu me venha, também.

Por Paula Raposo
fotografia de autor desconhecido


Tomei a liberdade de atribuir um título ao poema.
Espero que a autora me corrija caso tenha sido outra a sua escolha.

14 comentários:

gabrielle disse...

fantástico final!


[demoras?]

duda disse...

declaração de amor
falta isso na vida da gente

tesão falta também

Marta disse...

Para que eu te escreva no meu desejo, to faça sentir na tua pele...
Escrevo-te tudo ao enlaçar-te nas minhas pernas...ao sentir o teu beijo nos meus seios...
Gostei....
Beijos e abraços
Marta

Afrodite disse...

e que tal "telefono-te"?

segredo disse...

A saudade faz nos escrever...suspirar...querer!!!
K se encontrem nesse "vir" ;)
Beijinho de lua*.*

cassamia disse...

belo... como sempre!


(venho mostrar-te a minha casa nova: 18h32mn. vai até lá, terás que entrar pela minha porta)

Ana disse...

A cada noite sinto o desejo,
espero os teus lábios ardentes,
a cada noito procuro o teu corpo
quente e sedoso pousado no meu.
a cada noite olho o escuro
a esperança de ter em mim,
Sentir-te palpitante,
em meu corpo penetrar.
a cada noite busco a aurora,
a luz do teu ser.
A cada noite procuro o prazer
do teu corpo e do meu.
Bjs quentes

Pedro M disse...

Minha querida Gabrielle...

demorarei sim, mas apenas após chegar :-)

Beijo

Pedro M disse...

Ahh Duda...

mas são ambos tão bons... amor e tesão...

Um beijo

Pedro M disse...

Ohhh Marta...

O sonho saudade de tua pele, de tua pernas que me rodeiam, me prendem e me introduzem em ti... o doce sabor de teus seios, a loucura do êxtase, o arrepio do prazer...

Um beijo

Pedro M disse...

Minha querida Afrodite,

Tempos estranhos estes, em que telefonar exige tempo, tempo que se esgota na correria do dia-a-dia... :-(
Tempos em que a escrita ganha nova força, na doçura da noite, no calor dos lençóis, quando por vezes a imaginação te traz até mim, "para que eu me venha, também."

Um beijo

Pedro M disse...

Minha querida Segredo da Lua,

Há cartas a cujo apelo é impossível resistir, por isso te sussurro: vem(-te) :-)

Beijinho

Pedro M disse...

Minha querida Cassamia,

pois é, não resisti a ir espreitar a tua casa nova: como sempre cáustica, e divertida :-)

Beijos

Pedro M disse...

Ohhh Ana... Ana...

o prazer de sentir teu corpo roçando o meu, o calor de tua pele...

o desejo louco de contigo mergulhar na volúpia dos sentidos...

Beijo


A cada noite sinto o desejo,
espero os teus lábios ardentes,
a cada noito procuro o teu corpo
quente e sedoso pousado no meu.
a cada noite olho o escuro
a esperança de ter em mim,
Sentir-te palpitante,
em meu corpo penetrar.
a cada noite busco a aurora,
a luz do teu ser.
A cada noite procuro o prazer
do teu corpo e do meu.
Bjs quentes