quinta-feira, 8 de outubro de 2009

A vagina


É cálida flor
E trópica mansamente
De leite entreaberta às tuas
Mãos

Feltro das pétalas que por dentro
Tem o felpo das pálpebras
Da língua a lentidão

Guelra do corpo
Pulmão que não respira

Dobada em muco
Tecida em água

Flor carnívora voraz do próprio
suco
No ventre entorpecida
Nas pernas sequestrada.

por Maria Teresa Horta
fotografia de David LeBeck

6 comentários:

Uma Simples Aprendiz disse...

Vagina!!!
Órgão em forma de bainha...onde podemos contrai-lo, relaxarmos...Então ocorre a tão esperada explosão orgásmica, quando há liberação de toda essa tensão, trazendo um sentimento de profundo deleite, de bem-aventurança!...rs
linda postagem....parabéns
Obrigado pela visita...Seja bem vindo!
Bjs!!!

EROTICAMENTE FALANDO disse...

Bela descrição...

Beijo-te como mereces!

desejo disse...

Recentemente fui ver "Monólogo da vagina", e fiquei a gostar e admirar com mais inetnsidade a minha vagina.
Lindo post

Pedro M disse...

Minha querida,

não acredito que seja uma simples aprendiz. Por favor, deixe-me aprender consigo...

Um beijo

Pedro M disse...

MInha querida FI...

derreto-me com o teu beijo :-)

Pedro M disse...

Minha querida Desejo...

da minha primeira vez, recordo o toque de veludo da vagina que me envolvia e me fazia desfalecer de prazer...

Um beijo