quinta-feira, 7 de agosto de 2008

As nádegas


Porque das nádegas
a curva
sempre oferece
a fenda
o rio
o fundo do buraco

Para esconso uso do corpo
nunca o fraco
poder do corpo em torno desse vaso

Ambíguo modo
de ser usado
e visto

De todo o corpo
aquele
menos dado

preso que está já
do próprio vício
e mais não é que o limiar de um acto

Por Maria Teresa Horta
fotografia de Angela Blank

31 comentários:

Marta disse...

Quem se lembraria???
No entanto, apesar de escondido, faz parte de nós e está bem presente....
Boa escolha, Pedro...
Beijos e abraços
Marta

Attitude Problem disse...

Uma palmadita...ou várias?!?! :O)

Boas férias.
Beijos.

Pedro M disse...

mmm... Marta escondido, mas mesmo assim tentador :-)

Um beijo

Pedro M disse...

mmm... Attitude, dá vontade, não dá? :-)

Um beijo

Desnuda disse...

Como sempre, excelente escolha!


Excitantes férias!

Beijos

Anónimo disse...

As nadegas, ou até mesmo a visualização das mesmas, tal qual a excelente foto que escolhestes são estremamente excitantes, nao achas? Já estou a imaginar.... ummmm!!!!! Queres????

Pedro M disse...

Obrigado Sam! Pelos menos serão relaxantes as minhas férias :-)

Um beijo

Pedro M disse...

Minha querida Anónima, e tu queres?... :-)

Um beijo

Bichinho disse...

Boas escolhas!!!
Beijo fantasma...

penélope disse...

Viva!
Tens aqui um cantinho muito interessante e muito sugestivo.
Adoro cá vir.
Como ainda sou principiante nisto dos blogs, um dia destes vim aqui e tirei uma foto, espero que não leves a mal.
Cá virei sempre,mas espero que apenas para ler o que escreves não para surripiar imagens.
Beijos.
Pen

SAM disse...

Deixo a marquinha do meu beijo para ti.

Pedro M disse...

Um beijinho também para ti Bichinho!!!

Pedro M disse...

Olá Penélope :-)
Está à vontade. As fotos que se encontram no meu blog também se encontram na net. Apenas acho que deverias indicar quem é o autor de cada uma das que publicas (como eu faço).
Um beijo para ti. Espero continuar a "ver-te" por aqui!!

Pedro M disse...

mmm Sam... e onde deixarias a marquinha? No rabinho da menina?! :-)

Um beijo

Pearl disse...

Adorei ler!

beijo

Carinho disse...

Hummm... E quem não gosta desse vicio?
Beijos entre caricias e paixão.

Doce Veneno disse...

Como sempre, retorno de férias e encontro aqui a qualidade que tanto gosto.

Excelente poema.

Um beijo

O Sussurrar do Corpo disse...

Um sussurro...

Anónimo disse...

Meu querido Pedro isso é provocação. Eu adoro provocações...
Podes apostar que quero!!! Experimenta-me... Testa-me :-)

Pedro M disse...

Olá Pearl! E eu adorei ter-te por aqui!

Um beijo

Pedro M disse...

mmm Carinho... um vício bem delicioso, não é?... :-)

Um beijo

Pedro M disse...

Olá minha querida Doce veneno! Também eu acabo de voltar de férias! Em breve irei visitar o teu cantinho :-)

Um beijo

Pedro M disse...

mmm… minha querida Anónima, imagino-te deitada. Tua pele bronzeada… as minhas mãos percorrendo as tuas coxas, espalhando levemente um creme fresco. Arqueias um pouco as ancas enquanto te dispo as cuequinhas, expondo as tuas nádegas alvas. Adoro o contraste da linha do biquíni… Colocas a mão entre as pernas cobrindo teu sexo húmido, não sei se numa carícia, se num último gesto de recato. Estremeces quando afasto ligeiramente tuas nádegas, expondo teu botão de rosa palpitante, que se abre ao toque da minha língua… gemes…

Um beijo

Anónimo disse...

... gemo de ansiadade que continues a fazê-lo, louca de desejo grito por mais.
Suavemente aproximaste cada vez mais, tocas-me, beijas-me, sucas-me os seios. Os mamilos duros de desejo...esperam pela tua língua.
COntinua... por favor nao pares, já sinto o seu cheiro, já sinto o teu respirar perto do meu.
O teu pénis duro percorre o meu corpo como se o conhecesse como ninguem...isso aí entra faz de mim a tua casa.

Pedro M disse...

Ohh... minha querida Anónima... sente minhas mãos que acariciam teus seios, teus mamilos duros. Sente como o meu pénis está duro... sente como abre caminho em ti... ohhh... sinto-te quente... húmida... palpitante...

Um beijo

Valéria disse...

Depois de umas férias nada como ver a tesão dos meus amigos, que bommm!
Beijos bem quentes
Valéria

Pedro M disse...

Minha querida Valéria, as férias podem ter acabado, mas o Verão continua aí, com o calor convidando os corpos a revelarem-se, a despirem-se de roupas e preconceitos, a procurarem o calor de outros corpos para juntos se refrescarem.

Um beijo

Pedro M disse...

Minha querida Ly, para ti um beijo num murmúrio!

O Sussurrar do Corpo disse...

Bem fiquei estremecida em todo o meu sentir!
Beijo sussurrado....

Anónimo disse...

mmm já nem sei o que sinto! Tanto é o fogo que nos evade os corpos que se cruzam e unem em formas e sentidos incansaveis... lutam um contra o outro, amam-se, fundem-se num unico grio
Um beijo

Pedro M disse...

Ohhh... minha querida Anónima, corpos que, num último estertor, um no outro se derramam num espasmo de prazer e volúpia!

Um beijo