segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Modo de amar ― VIII


Que macias as pernas
na penumbra

e as ancas
subidas
nos dedos que as desviam

Entreabro devagar
a fenda — o fundo
a febre
dos meus lábios

e a tua língua
Vagarosa:

toma — morde
lambe
essa humidade esguia

por Maria Teresa Horta
fotografia de Richard Williams

4 comentários:

Ana disse...

Nessas ancas subidas que anseiam o teu movimento desconcertado de vai-vem. Que humidamente procuram o fervor do teu corpo...
Um beijo
Pedro M.

Pedro M disse...

mmm Ana...

Fervor que lhes ofereço num delírio de desejo, calor, prazer...

Um beijo

Ana disse...

Volupia e vontade de mais. Vontade que continues sem parar, que mordas meus mamilos turgidos e ansiosos pelos teus labios humidos, daquele jeito que é só teu
Beijo Pedro M

Pedro M disse...

Ohhh Ana...
Como eu desejo agora, possuir-te num frémito de paixão. Derramar no teu corpo o meu prazer...

Um beijo