segunda-feira, 9 de março de 2009

Afrodite


Formosa.
Esses peitos pequenos, cheios.
Esse ventre, o seu redondo espraiado!
O vinco da cinta, o gracioso umbigo, o escorrido
das ancas, o púbis discreto ligeiramente alteado,
as coxas esbeltas, um joelho único suave e agudo,
o coto de um braço, o tronco robusto, a linha
cariciosa do ombro...
Afrodite, não chorei quando te descobri?
Aquele museu plácido, tantas memórias da Grécia
e de Roma!
Tantas figuras graves, de gestos nobres e de
frontes tranquilas, abstractas...
Mas aquela sala vasta, cheia, não era uma necrópole.
Era uma assembleia de amáveis espíritos, divagadores, ente si trocando serenas, eternas e nunca desprezadas razões formais.

Afrodite, Afrodite, tão humana e sem tempo...
O descanso desse teu gesto!
A perna que encobre a outra, que aperta o corpo.
A doce oferta desse pomo tentador: peito e ventre.
E um fumo, uma impressão tão subtil e tão provocante de pudor, de volúpia, de reserva, de abandono...
Já passaram sobre ti dois mil anos?

Estranha obra de um homem!
Que doçura espalhas e que grandeza...
És o equilíbrio e a harmonia e não és senão corpo.
Não és mística, não exacerbas, não angústias.
Geras o sonho do amor.

Praxíteles.
Como pudeste criar Afrodite?
E não a macerar, delapidar, arruinar, na ânsia de
a vencer, gozar!
Tinha de assim ser.
Eternizaste-a!
A beleza, o desejo, a promessa, a doce carne...

por Irene Lisboa
fotografia de Const

9 comentários:

Indie disse...

a eterna beleza clássica...
só mesmo os gregos para a representarem

Ana disse...

Afrodite Deusa do Amor e da Beleza. Identificada pelos Romanos como Venus.
Nao nascesse ela da Deusa Tálassa (do mar). Afrodite, espuma do mar!
Uhm... tanto poder que carrega esta imagem ainda em nossos dias. Tanta fantasia e tanto desejo, tanta paixão e tanta sensualidade...
Um beijo
Ana

Ana disse...

Oh meu Adonis, deixa-me ser a tua Afrodite!
Ana

Fevera disse...

Olá!

Lindo texto e cheio de sensualidade.

Humm...como seria uma Afrodite nas tuas mãos...
Só de imaginar dá para arrepiar

Beijoka

Marta disse...

O ideal de beleza???
Ou simplesmente ir para além da beleza e descobrir a sensualidade completa???
Gostei da escolha..
Beijos e abraços
Marta

Pedro M disse...

mmm Indie...

Conhece o mito de Afrodite e Adónis?

Um beijo

Pedro M disse...

mmm minha querida Ana

Posso-te chamar Afrodite? :-)

Um beijo

Pedro M disse...

Ohhh Fevera...

posso eu imaginar-te qual Afrodite em meus braços?

Um beijo

Pedro M disse...

mmm Marta...

Concordo contigo, Afrodite é não só o ideal da beleza, é sobretudo o símbolo do amor sensual e erótico, do desejo puro...

Um beijo