domingo, 21 de novembro de 2010

Nunca


Nunca pensei...
Escrever sobre coisas tão naturais,
como tesão, orgasmo
ou prazer.

Estender-me nua na tua cama e
deixar que me olhes, faminto.
Que me massajes devagarinho a pele,
me digas baixinho como é macia.

Oferecer o meu mamilo
à tua língua desejosa,
e agarrar-te, louca o cabelo.

Ou então, abrir as pernas,
tocar-me provocante,
para que sintas o meu cheiro.

“Quero-te”, grito…

Abraço-me, totalmente ao teu corpo
ofegante.

escrito e dedicado por uma amiga
fotografia de Garm

19 comentários:

Anónimo disse...

linda dedicação !!!

-:)

bjinho

Pedro M disse...

Minha querida Anónima,

quando li este poema pensei em quão bela é esta descrição do desejo :-)

Um beijo

ana disse...

Quando quiseres o meu contacto ainda é o mesmo.!

Pedro M disse...

Minha querida Ana,

roubaram-me o telemóvel em Agosto tendo ficado sem os meus contactos telefónicos :-(

Se me quiseres enviar um sms, o meu novo número de telemóvel é o 925 341 075 (Rede TMN).

Um beijo

@tt disse...

Boas amigas!



Beijo.
;))

Felina disse...

Texto sedutor parabéns à amiga :)

Marta disse...

A provocação, a sedução....
Devagar e louca....
Gostei...
Beijos e abraços
Marta

menina fê disse...

feliz da amiga que mereceu tão lindo texto!

Bianca disse...

Feliz o amigo a quem dedicaram delicioso texto! ;-)
Beijo

EROTICAMENTE FALANDO disse...

Confesso que já tinha saudades de entrar aqui!

Soube-me bem ler-te!

Pedro M disse...

Minha querida @tt,

talvez seja por eu ter um cuidado especial com as amigas :-)

Um beijo

Pedro M disse...

Minha querida Felina,

com todo o prazer lhe transmitirei os teus parabéns, embora presuma que ela própria irá ler os comentários.

Um beijo

Pedro M disse...

Minha querida Marta,

todo o prazer está na loucura dos sentidos... :-)

Um beijo

Pedro M disse...

Minha querida menina fê,

o desejo, o prazer, é condição necessária para a felicidade :-)

Um beijo

Pedro M disse...

Minha querida Bianca,

o teu comentário fez-me ruborizar :-)
Sim, tens razão, se alguém enaltece assim o prazer sentido, então o prazer foi mútuo certamente...

Um beijo

Pedro M disse...

Minha querida FI,

e eu sentia saudades de te ter por aqui :-)

Um beijo

soft_inblue disse...

quem lê sente algo de muito puro e bom nestas palavras.. Algo que contrasta com a urgência do desejo;)
beijo suave

Pedro M disse...

Minha querida Soft_InBlue,

O desejo é sem dúvida urgente, mas é também puro e inocente. É instintivo, é uma necessidade do corpo e da mente. Sentimo-lo ainda adolescentes, de uma forma em que ainda mal o compreendemos. Agarramo-lo, modelamo-nos a ele e expressamo-lo em todo o seu esplendor na idade adulta... basta querermos, basta sentirmo-nos bem, sem as algemas impostas pelos tabus... basta sermos nós próprios...

Um beijo

Simplesmente disse...

gostei do teu blog e adicionei Às minhas "inspirações"