sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Concierto a puertas cerradas


Con estas manos hechas para ti
quiero
uno a uno tocar
los instrumentos de tu cuerpo

al palparte
me salen tonos
partituras
música en fin
de todas partes

se precisa un golpe
de batuta
para tocarte sin desafinar

estás llena de violines
en ti los pájaros ensayan
sus últimas canciones
en ti debuta una alta fidelidad
que termina
entre mis dedos
haciéndote fraterna

amo tus instrumentos
cuando me inundas de sonidos
cuando tu cuerpo me nombra
el músico más grande

que nadie se sienta herido
ni Bach ni Beethoven
ni los trompetistas del juicio final

eres un concierto
que sólo yo puedo tocar.

Por Tomás Castro
fotografia de Marc Steinhausen

16 comentários:

Anónimo disse...

Haverá melodia mais sonante que a provocada por dois corpos nus no climax de um momento de paixão?
Lindo Pedro, bem escolhido.
E que todos os corpos em momentos de paixão possam permitir-se a estes toques, a estes sons, as estas melodias. Que deixem suas asas libertas e sua imaginação flutuar. Para que cada momento seja desta forma unico de prazer e de loucura, de paixão e ...mmmm
Um beijo.

Marta disse...

Nada se compara ao que se sente quando a paixão invade esse corpo...
Nada desafina, porque tudo está no seu devido lugar....
Boa escolha como sempre, Pedro...
Beijos e abraços
Marta

Pedro M disse...

mmm... minha querida Anónima, às vezes em uníssono com uma orquestra... às vezes complementando-se num dueto perfeito!

Um beijo

Pedro M disse...

mmm Marta, soltando-se as notas puras a cada toque, numa melodia delicada e harmonia perfeita.

Um beijo num toque suave de lábios

Anónimo disse...

De uma forma ou de outra no encaixe perfeito. No desejo a dois, tal como o meu de tocar essa melodia em teu corpo

Pedro M disse...

Ohh minha querida Anónima... deixa-me ser um violino, perfeito, em tuas mãos de solista...

Um beijo

Anónimo disse...

Vem, deixa-me tocar-te e toca-me. Faz-me sentir a tua melodia. Faz-me gritar a melodia do prazer em tuas mãos. Beija-me como se com teus lábios tocasses um instrumento, sente com tuas maos meu corpo, como o tocador sente as cordas da guitarra.
Excita-me, eleva a minha vontade e o desejo ardente em usufruir desse teu corpo.

O_Silencio disse...

"és um concerto"

Palavras de desejo, tão boas de se ouvir.

Beijo......meu

Bombocaa disse...

gosto da foto...
:)
kissinhos
Posso rouba-la directamente daqui?
Vá...diz q sim
ehehehe

Pedro M disse...

Ohhh minha querida Anónima, deixa-me tocar cada corda do teu corpo. Deixa-me arrancar de ti um a um os gemidos como acordes de prazer. Deixa que meu corpo toque o teu como arco que faz tanger o violino e transforma a melodia em desejo e prazer.

Um beijo

Pedro M disse...

mmm... Silenciosa posso convidar-te para um concerto intimista? :-)

Um beijo

Pedro M disse...

Siiiiiiiiimmmmmmm Bomboquinha :-)
mas não te esqueças do nome do autor!

Um beijo

Anónimo disse...

Entao vem e juntos faremos um concerto a porta fechada.mmmm
um beijo

maria disse...

Este poema não só é perfeito como é um retrato perfeito.

Pedro M disse...

Minha querida Anónima, seremos ambos maestros, solistas e acompanhantes!

Um beijo

Pedro M disse...

mmm Maria... o poeta enche-nos a alma de sons e imagens de desejo e prazer...

Um beijo