quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Como eu gosto


Sinto um arrepio…
Sinto um estremecer sempre que me tocas.
A tua mão, os teus dedos,
Veludo puro!
A suavidade da tua pele a tocar a minha!
Pura seda!
Olho-te, vejo o quanto te desejo.
Esse corpo, essa pele, esse cheiro!
Enlouquece-me o teu sorriso,
A tua língua em meus mamilos túrgidos.
Alvoraça-me teus dedos em minha vulva,
Sinto uma humidade impossível de conter.
Endoidece-me sentir-te duro em minhas coxas,
Quente, pulsante, irrequieto… como eu gosto!
Entre toques, entre beijos, entre carícias,
Loucos de prazer…
Com tuas mãos afastas as minhas coxas,
Como a desbravar o caminho que procuras.
E entras em meu corpo, como quem entra em sua casa!
Percorres-me, como se eu fosse o teu mundo,
Numa determinação única, profunda.
Conhecedora do seu território!
E ali de corpos seguros um ao outro
Em movimentos coordenados!
Perfeitamente encabados,
Perfeitamente ensaiados.
Como se se conhecessem como ninguém,
Um fora feito para o outro!
De repente, do meio do nada,
Entre movimentos desordenados,
Entre movimentos ríspidos e afogueados
Soltam-se gemidos, soltam-se gritos!
Gera-se a volúpia da paixão!
As gotas de suor escorrem nos rostos,
Os movimentos repetem-se… e soltam-se gritos!
E aí, tu… Tu ficas ali, deitado no meu braço,
Esperando que fale ao ouvido!

Dedicado e escrito por uma leitora anónima
Fotografia de Howard Schatz

11 comentários:

O_Silencio disse...

Essa leitoa anónima tem os meus mais sinceros parabens.

Duma sensualidade cativante.

Beijo...........meu

Pedro M disse...

Concordo contigo minha querida Sileciosa. Apetece ler e reler. Deseja-se estar ali e partilhar...

Um beijo

Marta disse...

E sentir o corpo bem seguro, bem apertado....
Saciado, feliz, numa paixão que se encontra, reencontra....
Entre segredos, palavras meigas ao ouvido...
Bom poema, Pedro
Beijos e abraços
Marta

Pedro M disse...

mmm Marta... assim provocas-me. Fazes-me desejar segurar teu corpo, apertá-lo contra o meu, num toque de pele contra pele, num toque de seda... E murmurar-te palavras de desejo ao ouvido.

Um beijo

Carinho disse...

Parabéns a leitora anônima...
Uma erupção de prazer no meio de tanto erotismo...

Beijo com uma caricia.

Pedro M disse...

Carinho obrigado pela visita, e pela carícia :-)

Um beijo

Felina disse...

Belo texto, parabéns a anonima, por momentos senti que era eu a protagonista da historia.

Pedro aproveito para te agradecer o comentario à minha foto na diabo no corpo, só hoje é que vi.

Este teu cantinho surpreendeu me, fizeste me lembrar um filme muito antigo que gostei muito de ver "O gigolo" com Richard Gere, muito interessante ganhar a vida dando prazer as mulheres, mas muito mais interessante seria saber se também sentes prazer em dar prazer.

Já anotei o teu contacto nunca se sabe ..... :)) beijinho

Anónimo disse...

Pedro M., obrigada uma vez mais por publicares algo meu. Mais uma vez favoreceste a minha escrita com a fotografica deslumbrante que colocaste. É forte, é profunda, é unica, é a adequada ao sentido do poema. Parabéns. Tal como os corpos se encaixam, assim também o poema e a foto. (e quem sabe nós mmm)
Obrigada também a todos aqueles(as) que elogiam o que escrevo. Apenas tento transmitir o que sinto e o que me dá prazer.
Um beijo

Pedro M disse...

mmm Felina... fico a aguardar um telefonema teu... espero que com as garras bem afiadas :-)
E sim, tenho muito prazer em dar prazer :-)

Um beijo

Pedro M disse...

Ohhh minha querida Anónima... seria difícil conseguir favorecer ainda mais a tua escrita, sensual, provocadora e excitante, que me prende da primeira à última frase e que faz voar a minha imaginação :-) e eu adoro deixar voar a minha imaginação...

Um beijo

Anónimo disse...

Nunca deixes de fazer voar a tua imaginação. Que ela te leve sempre aos destinos mais alucinantes e mais apaixonantes!!!!
Um grande beijo meu querido Pedro M.