sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Masturbação



Eis o centro do corpo
o nosso centro
onde os dedos escorregam devagar
e logo tornam onde nesse
centro
os dedos esfregam ― correm
e voltam sem cessar

e então são os meus
já os teus dedos

e são meus dedos
já a tua boca

que vai sorvendo os lábios
dessa boca
que manipulo ― conduzo
pensando em tua boca

Ardência funda
planta em movimento
que trepa e fende fundidas
já no tempo
calando o grito nos pulmões da tarde

E todo o corpo
é esse movimento
que trepa e fende fundidas
já no tempo
calando o grito nos pulmões da tarde

E todo o corpo
é esse movimento
em torno
em volta
no centro desses lábios

que a febre toma
engrossa
e vai cedendo a pouco e pouco
nos dedos e na palma

Por Maria Teresa Horta
Fotografia de autor desconhecido

11 comentários:

Anónimo disse...

Que êxtase de prazer é esse que cerca o nosso ser, faz explodir o nosso corpo e liberta a alma. Como é excitante ver ela "cedendo pouco a pouco nos dedos e na palma"...

Um beijo Pedro M

Ana disse...

Que momentos de intimidade estes que nos deixam a sós com o nosso corpo. Em que nos conhecemos como ninguém. Em que nos percorremos e desfloramos como se em florestas virgens penetrassemos... ummm quanto prazer os nossos dedos podem permitir, quantas vontades e sonhos pairam no ar! Quanta imaginação de olhos fechados...quanta vontade que presenciasses momentos destes... mesmo que no escuro do meu sofa.
Um beijo humedecido pelos meus dedos...

O Fantasma e o Anjo disse...

Huumm
beijo e abraço

O Fantasma e o Anjo disse...

Saudades de o ler...beijo e abraço...

Carla disse...

um belo texto da escritora da sedução... e imagens perfeitas a ilustrar
beijos

Pedro M disse...

Ohhh minha querida Anónima, adorava observar-te, olhos nos olhos, enquanto teus "dedos esfregam ― correm e voltam sem cessar"...
sentir teu corpo tenso nesse "movimento que trepa e fende fundidas... calando o grito nos pulmões da tarde", e então calar esse grito com meus lábios nos teus.

Um beijo

Pedro

P.S.: uma nova leitora anónima? :-)

Pedro M disse...

mmm Ana... deixa-me olhar-te, daqui, sentado no escuro do teu sofá. Observo-te. Não sei se sabes que aqui estou... vi-te chegar... despir a roupa na penumbra do entardecer. Vi como tocavas tua pele... suavemente, com um ligeiro toque dos dedos. Vi como teus mamilos ficavam túmidos... senti tua respiração alterada. Vejo os teus dedos, que desejo serem os meus... vejo teus dedos que desejo serem meus lábios, que exploram o centro de teu corpo, como se em floresta virgem penetrassem... vejo teus olhos cerrados, tua boca desejosa... ouço o grito que calas. Levanto-me, tomo tua mão agora inerte e beijo teus dedos humedecidos...

Um beijo com meus lábios humedecidos pelos teus dedos :-)

Pedro M disse...

Fantasminha sedutora e anjo, as saudades são para matar... com beijos...

Pedro M disse...

mmm Carla, sou eu o seduzido pela tua escrita :-)

Um beijo e até breve no teu blog!

Anja Rakas disse...

Humm...já foi tabu para mim...mas quando descobri a magnitude dessa "actividade" virou vício saudável.

Beijo doce

Pedro M disse...

mmm Anjinha... ao contrário de outros, é um vício deliciosamente saudável :-)

Um beijo