segunda-feira, 5 de maio de 2008

Secundário


No círculo
dos quatro cantos
no meio, nós
somos dois ou um?
Abrimos os corpos
as pernas, a vida
adentram os poros
a seiva
a cada subida
e cada entrega
rega
o suor de orgasmos
múltiplos
sem clímax...
O poder do toque
nas mãos
não qualquer um
mas aquele
não qualquer língua
mas a sua
não qualquer sexo
mas o tanto
possante que me adentra
saliva que alimenta
o gozo
extraordinário
que torna o auge
do acto
um acto
secundário

por Isabel Machado
fotografia de Margot

14 comentários:

attitude_problem disse...

Há momentos secundários mesmo!!!!


Beijo.
attitude_problem

Bombocaa disse...

ora então...conseguimos ser 2...e passado uns instantes ser 1 só...
kissinhossssssss muitossssss

Carla disse...

...o toque...
não qualquer um...
...mas aquele que nos incendeia
beijos

Pedro M disse...

Claro Bombocaa,

é a propriedade física da fusão dos corpos, conseguida em casos muito especiais :-)

Um beijo

Pedro M disse...

Carla,

De facto aquele que basta que o imaginemos para que o fogo desperte em nós.

Um beijo

lalisca.cs-life disse...

Olha gostei aliás como sempre!!

beijo

Pedro M disse...

E como sempre foi um prazer ter a tua visita Lalisca.

Um beijo

Jade disse...

Pode ser um acto secundário, mas é um bem primário!
:)

Um beijo

Doce Veneno disse...

Pedro, vou-te ser sincera, acredito sinceramente que se escrevesses aquilo que sentes realmente, nos surpreenderias mais do que possas imaginar.

Este poema é lindíssimo. A imagem maravilhosa.

"Orgasmos múltiplos sem atingir o clímax" adorei esta frase.

Beijo

Pedro M disse...

Jade,

O prazer do auge, quase instantâneo, torna-se secundário face ao prazer do durante, esse sim que nos esforçamos por prolongar.

Um beijo

Pedro M.

P.S.: visitei há pouco o teu blog. Adorei o teu poema!

Pedro M disse...

Minha querida doce veneno,

Não sendo poeta, tenho medo de que o que escreva não traduza aquilo que sinto. Assim procuro nas palavras dos poetas, aquelas com que me identifico, e que me fazem desejar.

Um beijo

mulher de 35 disse...

ui.... que posição magnífica...

ai... ai...

Pedro M disse...

mmm... mulher de 35... que magnífica idade...

De facto esta posição é magnífica... permite o contacto total... pele contra pele... numa explosão de sensações...

Um beijo

Pedro M.

P.S.: tentei entrar no teu blog, mas já vi que é só para convidados :-(

Auréola Branca disse...

O ato primário é, sem dúvida, o amor que se constrói na intimidade.
Abraços...