sexta-feira, 23 de maio de 2008

Sob o chuveiro amar


Sob o chuveiro amar, sabão e beijos,
ou na banheira amar, de água vestidos,
amor escorregante, foge, prende-se,
torna a fugir, água nos olhos, bocas,
dança, navegação, mergulho, chuva,
essa espuma nos ventres, a brancura
triangular do sexo — é água, esperma,
é amor se esvaindo, ou nos tornamos fontes?

Por Carlos Drummond de Andrade
fotografia de Oleg Kosirev

6 comentários:

o casalqseama* disse...

qdo ama-se verdadeiramente e entrega-se totalmente aos prazeres da carne, tornamo-nos fontes inesgotáveis!

lindo teu blog.
encantados com o bom gosto1

bjs do casalqseama*

attitude_problem disse...

Carlos Drummond de Andrade... o meu preferido! ;))
Passei para te dar um beijo e desejar bom fim de semana.
;))

Marta disse...

É o completar de tudo - desejo, sedução, entrega, erotismo puro...
Sentido verdadeiramente...
Gostei muito....
Fica um convite - 2ª Feira há festa no blog; afina voz para me cantares os parabéns...
Beijos e abraços
Marta

Jade disse...

Como é bom sob a água amar
sentir o correr dela passar
o invisível vapor sempre no ar
o teu corpo a tocar

Como é bom amar!
:)
um beijo

Bombocaa disse...

Tornamo-nos fontes...de prazer
:)

kissinho

Auréola Branca disse...

Drummond...

Sem palavras!

Abraços...